O blog, a vida e algumas dicas para blogueiros

 Não gostaria de começar o post com o clichê “eu não expert em blogar, ainda tenho muito a aprender, blábláblá”, mas é isso que sempre penso em falar na hora de escrever um post assim. De fato, não sou uma blogueira top, mas senti vontade de compartilhar com vocês algumas dicas. Isto não é um manual – algumas coisas podem servir para você, outras podem ser descartadas. Só vamos usar o bom senso, combinado?
 
Partindo do pressuposto que ter um blog é um hobby¹, não tem porque nem podemos deixar que ele se torne algo maçante e estressante, certo?
Mas acontece que esta válvula de escape (quem nunca?) acaba tomando proporções de um trabalho e com o tempo, quase que involuntariamente, você acaba firmando um compromisso com seus leitores e mais do que qualquer coisa, com você mesmo. Você espera que você poste alguma coisa. Você fica inquieto se deixa o blog desatualizado. Você sente falta de entrar no editor e escrever alguma coisa. Você, no ápice da sua carência, imagina que os leitores vão te esquecer... Cara, fala a verdade, você quase entra numa crise de existência ao perceber que o blog está ficando um pouquinho de lado.
 
E aí é que está: o negócio tá feito, você já está compromissado com seu blog e agora, não adianta, você vai precisar se dedicar. Ou isso, ou tenta viver com o vazio lá.
 
Acontece que:
  • Você tem uma vida que envolve (marque com um X as opções):
( ) Escola ( ) Filhos ( ) Trabalho ( ) Caminhadas ( ) Cinema ( ) Cursos ( ) Pesquisas ( ) Catequese ( ) Cultos ou missas ( ) Namorado ( ) Faxina ( ) Refeições ( ) Banho ( ) Passeios ( ) Sono ( ) Cabeleireiro ( ) Amigos ( ) Consultas médicas ( ) Diarreia – ok, parei.
  • Seus pais ou qualquer pessoa que você tenha um relacionamento afetivo-familiar te pressiona para que você saia do computador;
  • Você precisa ler livros e para isso precisa de tempo para lê-los;
  •  Jogar Farm Ville no Facebook depois que 26584239214526985 amigos te mandaram convite para o aplicativo e você acabou aceitando e, consequentemente, agora faz parte daquele bolo de números ali – whatever, também requer tempo...
Independente do que você faz, sua vida não é só blogar (ou ao menos não deveria se ele ainda está na área de hobbies) e por isso é tão importante criar diretrizes de administração no seu blog. Sim, sociedade, vocês precisam viver. Sim, cara-pálida, existe vida além do mundo virtual.
 
Paciência e Dedicação
Quem não fica realizado ao falar do que gosta, ver os leitores interagindo, terminar um post e ficar com a sensação de “Que legal esta resenha que terminei!”, não é? Mas não é simplesmente sentar na frente do computador e sair escrevendo. É necessário ter o que escrever. Se não ler livros, como vai postar resenha? O que gera o próximo questionamento: Quanto tempo você demora para ler um livro? Após lê-lo, quanto tempo você demora para escrever uma resenha? Após terminar a resenha, quanto tempo passa divulgando-a, atualizando a página, procurando erros?
 
Ter blog é maravilhoso, mas requer pontos de atenção. Esteja aberto para críticas e saiba filtrar o que é construtivo e o que pode ser descartado. Não se limite, há sempre o que aprender. Pegue as dicas que servem para você e vamos ser felizes com nossos blogs \o/
 
Postar o quê?
Simples e direta, mas com muito nas entrelinhas: o que você gosta. Não, não é exatamente isso. Você vai postar sobre assuntos gerais que gosta, por exemplo LIVROS, mas não necessariamente postar só sobre os tais que você gosta. Em algum momento, você vai resenhar uns que não gostou, vai postar uma notícia sobre uma autora que só te enrolou, mas os leitores do blog podem gostar e aí vem outra coisa: você também vai postar sobre coisas que as pessoas gostam.
 
Em momento algum você pode se anular, mas a vontade de compartilhar, ser uma fonte de opinião vai te forçar a ser feliz mesmo postando sobre uma série que detesta. É necessário estar seguro daquilo que vai falar, ter uma opinião e saber expressá-la. O blog é seu, mas ele não pode ser egoísta. Ele vai refletir o seu gosto e alguns outros dos leitores. Claro, nada que vá totalmente contra ao que você acredita e talz. Por favor, sem de extremismos.
 
Nada de plágios: não tem o que postar naquele dia, não poste. Simples assim!
 
Defina padrões e mantenha a identidade
Aqui no blog, depois de quase dois anos, eu, finalmente, decidi desenhar (literalmente) como serão os posts. Como vamos estruturar uma resenha, pontos que não podemos esquecer de comentar, tudo isso está em um arquivo salvo no computador como base para a equipe do blog – é, ele também precisa de uma identidade.
 
As pessoas mudam o tempo todo, isso é consequência de alguma coisa que aprenderam (ou não) e não estou sugerindo que você seja quadrado em seus posts, apenas encontre o seu jeito de postar e mantenha-o. Mesmo com os padrões desenhados, as palavras que vão preencher os quadradinhos do arquivo são únicas. As pessoas precisam identificar você naquele post. Seja você! O blog precisa ter uma identidade e dentro desta, teremos outra: a sua, da sua equipe. O conjunto torna seu blog singular.
 
Não exagere nas metas
É muito comum as pessoas definirem metas de leitura e isso pode ajudar na organização se feita com cautela. Nada de ficar pilhado, pois a ressaca literária está aí dando sopa e o índice de contaminação é altíssimo. Às vezes, deixar de ler por prazer e passar a se cobrar (e obrigar) a ler determinado título ou quantidade, só vai atrapalhar.
 
Calma, gafanhoto, muita calma. Não se pressione.
 
Seguidores
A sede por seguidores é insana hoje na blogosfera. Não vamos entrar em polêmicas, nem nos estender sobre o certo e o errado sobre isso. Vamos ao básico: Nem sempre seguidores é sinônimo de audiência.
 
E aí você deve colocar na balança: o que você quer, alto número de seguidores ou alto número de participação? Se você quer apenas números e muitas vezes ficar falando sozinho, continue sem ler os posts alheios apenas comentando: “Tô seguindo, segue de volta?”, “Tem post novo no meu blog, passa lá e se gostar, siga”, “Desculpe por isso, se você não gosta é só deletar, mas divulgação é preciso” e talvez você consiga o número que quer através do maravilhoso, só que não, SPAM. Se a sua justificativa para escolher isso foi “as editoras exigem”, eu sinto muito, mas EU (opinião extremamente pessoal) acho que uma empresa que não leva em consideração qualidade, interação, dedicação etc, ela não é digna do blog (já falei isto no twitter, mas repito, porque sou redundante). Mas, bem, como eu disse, a escolha é sua.
 
Agora se você escolheu a segunda opção, vá com calma. Tire um tempinho para visitar outros blogs, leia os posts e comente. Nem todos vão retribuir, mas as chances de eles visitarem seu blog são maiores. E assim as pessoas que gostarem, vão voltar, vão indicar e, aos poucos, você vai “conquistando” seu público.
 
Tenha uma política
É como uma empresa que precisa definir um OBJETIVO, uma VISÃO e elaborar um MANUAL DE CONDUTA, o blog precisa ter uma base, algo que defina suas “raízes”. A política é um indicativo de limites, regras e o compromisso escrito do blogueiro com o que acredita.
 
Na prática (na maior parte das vezes), esta política lista algumas disposições sobre o relacionamento com seus patrocinadores, uma lista de diretrizes básicas (e eliminatórias) para iniciar uma parceria. Não abra mão da sua crença por um livro de cortesia, por uma entrevista exclusiva, por qualquer que seja o status que alguma coisa possa (falsamente) ser atribuído a você. Seja verdadeiro com você, com o blog e isso refletirá na forma com que os leitores vão enxergar seu blog.
 
Administre seu tempo
Voltando a parte de ter uma vida... Ter um blog, expressar opinião, interagir com pessoas com o mesmo interesse, ler livros etc etc etc, tudo isso é muito bom, mas você também tem outras coisas para fazer e DEVE se preocupar, nem que seja minimamente, com seu futuro. Então não deixe que o blog (tudo que o envolve: o blog em si, as redes sociais, os livros que lê para resenha) tome todo o seu tempo. Divida-o: separe algumas horas para ler um livro, outras para escrever sobre ele, mas não fique fazendo isso o tempo todo.
 
Não é possível que alguém tenha tanto conteúdo assim que não pode se desligar umas horinhas por dia, não é? No caso de inspiração extrema, programe seus posts para que eles saiam durante a semana (um por dia, sei lá).
 
Tenha colunistas
Existem vários pontos positivos em ter uma equipe no blog:
- Ter opiniões e visões diferentes. Nem todo mundo é igual e um livro que você não leria, outra pessoa pode ler e expressar opinião daquilo.
- Dividir a semana de postagens. Se você tinha problema com tempo, pois estava cuidando sozinho do blog, com uma ou mais pessoas te ajudando, você pode dar uma respirada.
- Atrair pessoas diferentes. Isso é uma consequência do segundo item.
 
Claro, o blog ainda é seu, por isso é bom alinhar muito bem o que pode e o que não pode, os padrões, a política... Ter colunistas é um voto de confiança, pois você está deixando nas mãos de alguém parte do seu blog, mas se você confia – só tem a acrescentar.
 
Enfim, faça com amor ao mesmo tempo que disciplina. Ética e respeito sempre ajudam ;)
 
¹ Passatempo favorito que serve de derivativo às ocupações habituais.
Comentários
41 Comentários

41 comentários:

  1. Post muito bom, Ceile! Tem gente que é doida que nem a Thanny e coloca SETE pessoas na equipe, gente que consegue segurar as pontas por um bom tempo, como a Ju, mas que cedo ou tarde se rende a ter ajuda... Esse post é uma ótima dica pra quem ta começando ou quem ta querendo dar uma renovada esperta no blog. :D

    ResponderExcluir
  2. Oi, Ceile!
    Acho que tudo o que você disse converge para duas coisas: objetivo e equilíbrio.
    Muito bom! :)

    Beijinhos!
    Karen Soarele

    ResponderExcluir
  3. Oi Ceile!

    Adorei o post!!

    Tem coisas que você citou que eu ainda não dou conta de fazer... rs... como ter uma estrutura para as resenhas. Acho muito legal, já notei isso em vários blogs que admiro e realmente ajuda muito na identidade deles. Eu só não tenho ainda essa capacidade... tomara que um dia eu consiga pensar nisso.

    Outra coisa é ter colunistas... acho que sou muito bagunceira pra isso... de repente um dia consigo me organizar para aplicar isso também, quem sabe...

    Beijo

    Ju
    Entre Palcos e Livros

    ResponderExcluir
  4. Ótimas dicas! Eu estou enrolada com a faculdade, ainda não terminou, então eu dei uma abandonada no blog.

    ResponderExcluir
  5. Ótimas dicas! Parabéns pelo post e pela sinceridade expressada nele.

    http://perdidasnabiblioteca.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  6. Ceile do céu!!! Disse tudo e mais um pouco, confesso que sou relaxada na parte de comentar em outros blogs e interagir, mas isso é pq quando leio algo em um blog é pq realmente me interessei pelo assunto e quero saber mais, consequentemente isso leva a um comentário. Bom também acho que sou uma blogueira um pouco obsessiva rs, mas por qualidade e coisas que gosto do que por seguidores. Adorei a postagem mesmo :)

    ResponderExcluir
  7. Confesso que seu post me deixou um pouco mais tranquila, rs. Na verdade, eu tenho muito problema de não conseguir parar quieta e me interessar por coisas demais, então não acaba sobrando muito pro blog. Só que eu queria que fosse o contrário, hahaha!
    Quando eu perco demais o foco é justamente quando o blog fica com menos post num determinado mês.
    Eu aaaacho que tenho a vida um pouco equilibrada. Ou não!! Vai que no fundo é bagunçada! =D
    Ótimo texto!! Adorei!!
    beijão!

    ResponderExcluir
  8. Oie Ceile!
    Eu adorei suas dicas! Disse tudo rs.

    Vou tentar seguir suas dicas =P, tipo revisar o que escrevo(tinha decidido não revisar, pq sou muito chata com o que escrevo, mas acho que agora ja consigo fazer isso rs)

    Bjoo

    ResponderExcluir
  9. Devo dizer que no meu celular essa postagem parecia bem menor, está inspirada hein u.u
    Gostei das dicas, claro que vou usá-las no meu blog.
    Quem foi o invejoso que disse que você não é TOP? Top é quem não se acha top, porque quem se acha top não é top, é só base mesmo u.u
    Gostei do Comer, Rezar, Blogar kkkkkk
    Abração

    ResponderExcluir
  10. Gostei muito deste post. Muito bom mesmo. Parabéns.

    ResponderExcluir
  11. Oi Ceile!
    Confesso que não li todo o post, apenas os pontos que mais me interessaram. Sobre os seguidores, é bastante correto o que você esclareceu. Vários blogueiros tem aquele desejo por muuuitos seguidores, acreditando que isso é o principal. Mas como você disse: "Nem sempre seguidores é sinônimo de audiência.". Isso descreve tudo!
    Enfim, gostei bastante da proposta do post. (:
    Abraço!

    "Palavras ao Vento..."
    www.leandro-de-lira.com

    ResponderExcluir
  12. Concordo com basicamente tudo e esse post é MUITO útil, principalmente para quem está começando na blogsfera. Alguns desses itens eu aprendi na marra mesmo, principalmente em relação às políticas! Mas só não consigo entrar nessa de ter uma equipe. Não consigo imaginar outra pessoa postando no meu blog, sabe? Desde o início esse foi um limite rígido para mim - eu não queria uma equipe e até hoje não tenho, e ano que vem vou desativar, coisa que provavelmente poderia ser resolvida com uma equipe, mas eu........ Não consigo! HAHAHAHA
    Beijos :* <3

    ResponderExcluir
  13. Ótimas dicas, apesar de eu não ter um blog, exatamente porque não tenho tempo e ter um o faria apenas mais uma atividade a ser cumprida em meio a tantas, ou seja não seria divertido, mas essas dicas são uteis para muitos blogs, devo dizer que parei de seguir alguns blogs por falhas e falta de organização, coisas que seriam facilmente supridas se o blogueiro tivesse em mente dicas como essas que você deu.

    ResponderExcluir
  14. Sensacional, Ceile!
    Eu já tinha pensado em fazer algo do tipo, mas sempre ficava aquela dúvida - faço ou não?
    Acho que você colocou tudo de importante e foi bem além do que eu iria. Confesso que eu focaria bastante no "Spam não" porque isso me irrita demais. No Skoob eu já estou acostumada, mas as vezes até por email recebo e acho isso muita falta de educação. Então, se eu fizesse um post do tipo, seria uma maneira indireta de dizer "parem com o spam" rsrs
    Enfim, acho que, acima de tudo, você focou no essencial: é necessário tempo e dedicação, mas ser um blogueiro não é blogar a todo instante. Acho que ninguém vive só de uma faceta da vida né, todos precisamos de outras coisas.
    Algumas delas eu acho que acabam sendo meio que intuitivas, tipo o padrão dos posts, a missão, a identidade. Se eu vejo meus posts do começo do blog, são totalmente diferentes dos de hoje, isso porque fui descobrindo aos poucos o meu padrão, a minha identidade. Hoje até para os vídeos no Youtube eu tenho uma proposta diferente do inicial. Acho que muito do que se aprende é na prática mesmo, porque você vai se descobrindo aos poucos. De qualquer forma, suas dicas são excelentes!
    Beijão!

    ResponderExcluir
  15. Oi Ceile, incrível o post, parabéns!

    Passei aqui indicada pela minha gêmea de alma Aione e simplesmente adorei o texto. A cada nova frase concordava totalmente com você. Não sei se com você é assim, mas eu recebo uma chuva de e-mails me perguntado como faço para blogar, como consegui parcerias, como faço pra resenhar, de onde vem meus livros, é tanta coisa. Eu sinto que hoje o real papel do blog foi esquecido. Ele deveria ser um diário, com a nossa cara, com os nossos gostos e opiniões, mas ultimamente se resume aos números. É claro que queremos o reconhecimento pelo nosso cantinho, mas isso tinha que ser uma consequência, e não um objetivo. Me vi na parte das cobranças, eu me cobrava tanto pra manter o blog atualizado, pra não deixar ele em segundo plano, quase desisti uma época por causa disso, queria demais de mim, e como a vida longe do PC tava complicada, não tinha tempo pra nada. Agora encontrei meu tempo (eu acho, rsrs) meu prazer em escrever, ler e opinar segundo o meu tempo. Acho que o fato é que a gente amadurece né? Aprende a se comprometer com esse 'trabalho' sem esquecer do prazer que ele gera.

    Beijos

    Pah, Livros & Fuxicos

    ResponderExcluir
  16. Esses dias eu abri um arquivo no Word e coloquei lá em cima: "Projeto Babi Lorentz 2013". Comecei a pensar, pensar e pensar e escrevi vários pontos. Um deles, tem a ver com o que você falou aí: parar de ler por obrigação e ler por querer ler. E isso eu acabei adotando ainda em 2012. Acho que eu estava muito pressionada pelas editoras, mas agora as coisas têm estado melhor.
    Adorei as dicas, acho que o pessoal que tá começando agora tem que ler e tem que adquirir essas dicas pra estar sempre melhorando.
    Beijos.

    ResponderExcluir
  17. Ótimo post, Ceile. FALOU E DISSE! Hoje em dia muitos blogueiros estão mais preocupados com número do que tudo. Não aguento entrar em blog assim ou blog que a escrita é totalmente horrorosa. Adorei tudo o que você disse e concordo com a maioria das coisas.

    Beijos, Romário.
    www.naomeentendamal.com.br

    ResponderExcluir
  18. Gostei do post, de fato ha pessoas que ainda se preocupam com a quantidade nao com a qualidade. Serio adorei o post deverias fazer mais deste tipo.

    ResponderExcluir
  19. Ótimo post, fofa. Bem direto e esclarecedor. :) Concordo: blog é hobby, se estressa a pessoa, tem algo errado ai, ne?

    Beijoooooooooooos

    ResponderExcluir
  20. O meu blog é recente ainda e aproveitei várias dicas do seu post. Eu realmente não saio a caça de seguidores, acho isso muito estranho kkkkkkkkkk.
    Eu costumo comentar bastante em outros blogs, e apesar de não receber muito retorno dos blogs que visito eu não me importo, quero que as pessoas venham até o meu blog porque gostam e não por se sentirem obrigadas sabe.
    adorei mesmo o post.
    xoxo,
    Fernanda,
    www.lendoeesmaltando.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  21. Já tentei ter um colunista, um amigo meu, mas o idiota me enrolou tanto que desiste dele. rsrs

    ResponderExcluir
  22. Nossa!!!! Falou tudo e mais um pouco!!!
    Geralmente prefiro seguir blogs com opiniões verdadeiras. A gente percebe quando os posts tem um puxa-saquismo exacerbado. Espero que muitos blogueiros deem uma lida nesse seu post, e levem para a vida deles. Rsrsrs

    @_Dom_Dom

    ResponderExcluir
  23. Vish, agora já nem sei se posso ser considerada como blogueira @.@
    Tenho um blog, tenho coisas para falar, mas nem sempre consigo atualizá-lo. Preguiça, sabe? Lógico que eu me sinto culpada depois, mas eu simplesmente não consigo manter o Compromisso comigo mesma de sentar e postar. Eu me sinto como se estivesse puxando a barra.
    Já tenho cerca de 10 posts programados no meu blog, mas não publico por que depois tenho que fazer propaganda e isso é algo que eu simplesmente não gosto. :/ Acho chato.
    Enfim, gosto muito do seu blog e adorei as dicas *---*

    ResponderExcluir
  24. Adorei seu post... Estou começando um Blog agora, é mais para praticar a escrita mesmo, suas dicas me ajudaram bastante! beijos...
    http://meuqueridomundoreal.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  25. Ei!! Amei!!

    Falou tudo e mais um pouco. Algumas coisas eu sigo, rs, outras não.
    O que eu sigo:
    Na segunda eu programo todos os posts da semana, resenhas, divulgação e o que mais vier na cabeça. Depois fico curtindo os outros blogs, lendo meus livros, tendo novas ideias... e principalmente, aproveitando a família, passeando e trabalhando.
    Quanto a ter uma pessoa pra ajudar. Não dá, sou uma capricorniana nata, tenho ciúme de tudo, até do blog, nem consigo imaginar alguém botando o bedelho no meu bloguinho que amo tanto. Mas dou conta muito bem sozinha. Leio por volta de 3 livros por semana, não por causa do blog, eu já lia assim antes dele, então não foi por modismo.
    A minha maior obrigação é fazer o que me faz feliz. Eu sei, tenho muitas coisas que me trazem felicidade, ainda bem. Além do blog, tenho os filhos, um grupo de dança, meu trabalho e meu bofe. Muitas coisas... mas quando faz bem pro coração a gente dá conta e faz direito. Sem cópias.

    Bjkasssssssssss


    Alessandra Tapias
    http://topensandoemler.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  26. Oi Ceile adorei as dicas, meu irmão Rafael adora ler, mas nossos estilos são diferentes, então ele como colunista agregou muito para o Blog, atraiu um público diferente.

    BjOs!!!

    @jannagranado
    http://livrospuradiversao.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  27. Celie, muito bom o post, gostei bastante e tinha coisas que eu não estava percebendo que fazia errado. Achei que é um bom post para quem quer começar nessa vida de blogueiro, que acha que é só ter like, seguidor e tals e depois sair ganhando livro de graça não é? Qualidade acima de tudo, isso que vale para mim. Eu só não gosto muito de estabelecer cronograma de postagem, pois as vezes eu fico puto comigo mesmo caso não consiga cumprir, então sempre que tenho tempo, é quando posto.

    Robs - http://perdidoempalavras.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  28. Ajudou bastante!!! Comcei agora e adorei as dicas sobre deixar separar um tempo para cada tatefa. Eu ja tava ficando louco, so pensava no nlog e estava deixando a vida de lado! Como faz para ter colunistas?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi! Seja bem-vindo à blogosfera! rs
      Eu fiz seleção de colunistas aqui no blog - avaliei as inscrições e escolhi algumas pessoas, mas você pode convidar um amigo, procurar nas redes sociais quem tem interesse... Só não esqueça de avaliar bem (como a pessoa escreve, se ela terá disponibilidade como vc precisa etc.)

      Beijo!

      Excluir
  29. O Celie. Tudo bem?
    Gostei muito deste post, com base nele reforçei minha forma de blogar. As vezes estava deixando o blog tomar conta de toda a minha vida, e isso não deve acontecer. Esquecia até de estudar. Mas já separei um tempo para cada coisa e espero que isso me ajude bastante. Vou seguir ó seu conselho e procurar colunistas para o blog, pois administra-lo sozinho não é brincadeira, ainda mais quando temos que estar totalmente ligado no mundo dos livros esperando por qualquer notícias, lançamento e eventos para assim poder postar lá.
    Abraços!

    Anderson Inácio
    bondiler.com

    ResponderExcluir
  30. Amei o poste! Tirou muito das minhas dúvidas. Eu já criei alguns blogs, mas sempre desistia deles porque eu não tinha ideia de como escrever, aí passei a prestar mais atenção em como outros blogueiros faziam e agora criei um novo! Tá no início ainda, mas estou adorando. Espero que um dia eu seja uma blogueira tão boa como vocês do Este já li!
    Bjs

    ResponderExcluir
  31. Adorei o post, e enquanto lia ia pensando: "cara, não sou a unica a fazer exatamente isso"
    Muito bonito o seu blog, é um dos que eu sempre visito!
    Parabéns! (:
    http://coisadesarah.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  32. Mt bom, parabéns! Ainda to no comecinho do meu blog, por isso sempre procuro dicas das minhas inspirações para poder fazer uma resenha melhor. Mt obg msm!

    ResponderExcluir
  33. ola querida adorei o seu blgo e estou seguindo, venha ser minha seguidora tbém
    http://zandraprincessmakeup.blogspot.com.br/

    e se puder curti minha fanpage no facebook:
    https://www.facebook.com/pages/Zandra-Princessmakeup/504670582912905?fref=ts

    beijos :D

    ResponderExcluir
  34. Ola tenho um blog e queria te convidar para comentar e acompanhar!
    pequenofotografo.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  35. Muito boas as suas dicas. Estava mesmo precisando disso. Muito obrigado.

    http://durwanei.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  36. Amei as dicas... estou começando um blog agora e essas dicas são muito valiosas!Mesmo no comecinho tenho muito problemas com o tempo, mas que aos poucos estou aprendendo a administrar.Amei o post, amei as dicas, amei o blog!
    Beijinhos,
    Scar.
    http://wonderlandmundodoslivros.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  37. Dicas anotadas!
    Estou começando um blog agora e agradeço essas dicas!!

    Muito obrigado!

    http://desempilhandolivros.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  38. Oi Ceile,
    Muito bom o seu post mesmo, concordo 100% que qualidade é mais importante que quantidade. Estou começando agora com meu blog também, indo devagar com os posts e os leitores, sem neuras como um hobby deve ser!
    Obrigada pelas dicas, adorei!
    Karen
    http://www.bookadvisor.com.br/

    ResponderExcluir
  39. Adorei seu texto. Tenho meu blog há 2 anos e em março ele faz 3. Mas já tinha blog pessoal a mais tempo, mas como comecei a dar dicas de leitura nele, resolvi fazer um voltado a resenhas e matérias de filmes, livros, quadrinhos e de tudo um pouco dessa cultura nerd que me rodeia.
    De todas as suas dicas preciosas só não sigo a de ter colunistas. Tentei, a principio, ter um colunista para me ajudar com jogos, já que eu falava de jogos e videogames, mas deixava o Playstation de lado por não ser fã do console e não o ter para testar jogos e tal. Eu confiava nele, mas ele acabou querendo postar só em 6 e 6 meses, cobrar patrocinio que não teria como ele ganhar se ele não cumpria os afazeres. O que eu disse para ele que apesar do blog e tudo ser um hobbie, você firma uma responsabilidade com o publico e com os patrocinadores, eu não posso entregar uma editora, uma empresa, uma distribuidora, uma loja para uma pessoa que não aparece para postar. Como ficaria a imagem do blog nisso tudo?
    Eu realmente tenho um tempo limitadissimo para cuidar do blog, nem tanto para postar, mas justamente o tempo de leitura tem cada vez diminuido. E eu não gosto de fazer as cosias correndo, de qualquer jeito. Primei sempre pela qualidade.
    AH, quando eu descobri sobre programar as postagens, aquilo foi um verdadeiro alivio.
    Já cheguei a deixar meses a fio programados quando chegava perto de provas e outros inumeros trabalhos.
    E estou para deixar tudo de novo programado, porque as aulas vão recomeçar e também tenho que estudar pra concurso.
    Enfim, adorei a postagem. Pena que nem todos os blogueiros pensam assim. E já vi muito bloguinho surgir na internet com interesse em ganhar livro e outros itens. E você acredita que só depois de quase 2 anos de blog que eu fui descobrir que existia parceria editora-blogueiro?
    Sou lerda mesmo!

    Beijinhos,
    www.umsofaalareira.blogspot.com.br

    ResponderExcluir

Deixe sua opinão ;)

Comentários ofensivos serão excluídos.
Caso tenha um blog, deixe o link no final do comentário.