Despertar - Helena Andrade


Um livro com clima linear, mas não menos interessante.

Lívia é uma jovem pediatra que acabou de passar em um concurso e se muda para Guayi - uma pequena cidade às margens do Rio Madeira, no sul do Amazonas. Ela foi decidida a ficar somente um ano, já que depois pretende fazer especialização fora do país em cirurgia pediátrica. Ela sempre morou em Campinas, então a mudança para uma cidade minúscula rodeada pela floresta amazônica foi um passo muito ousado e que rendeu muito mais aprendizado do que ela imaginava. 

 "Uma experiência que me faz questionar se o objetivo que tracei como certo para minha vida é mesmo o melhor para mim. Aquele que me completará." 

Ao chegar, é muito bem recebida por Carlos e Ana que trabalham na mesma Unidade de Saúde. Estes são responsáveis pela sua integração com o lugar e a rotina na unidade (e também fora dela, nas visitas às comunidades que moram em áreas mais afastadas) mostram à Lívia a realidade do local. Como a cidade possui poucos atrativos, dificilmente os profissionais da saúde ficam ali por muito tempo e isto reflete na população que tem uma saúde carente de atenção e cuidado

Com seus objetivos definidos, Lívia se vê dividida entre realizar seu sonho ou continuar a atender na unidade naquela pacata cidade. A confusão na sua cabeça se torna ainda maior quando conhece Thomas, dono de uma fazenda na região e de um passado traumático. 

"Não sei por que pensei ter total domínio sobre os caminhos que tracei para minha vida. Apesar de poder muitas vezes escolhê-los, eles nem sempre me levaram onde imaginei."

Com uma narrativa e um enredo bem calmos, Despertar nos mostra as possibilidades de uma mudança - todas as consequências dela: tanto as que podemos interferir e tanto as que são de responsabilidade unicamente do destino. Acompanhamos a rotina de Lívia que, ao tomar a decisão de se mudar para uma cidade tão diferente e tão longe da que nasceu, vê todas as suas certezas desaguarem junto ao rio que rodeia Guayi. 

A riqueza de detalhes sobre a vida no sul do Amazonas enriqueceu consideravelmente a história. Em alguns momentos, a vida da protagonista e dos personagens secundários chegam a ficar em segundo plano, tudo para expor de forma clara, mas leve, os costumes da população, suas necessidades e dificuldades, além de explorar muito bem a rotina médica - seus altos e baixos, mas, acima de tudo, a importância da dedicação destes profissionais e os resultados que isso gera. 

Me apeguei de verdade à vida de Lívia. Não só pela curiosidade de seu desfecho, mas pela rotina mesmo. Os atendimentos realizados, os choques de realidade, as amizades conquistadas, os perigos enfrentados e as mudanças pela qual passou. Sua paixão por Thomas, seu apego e saudade da família e seu sonho de se tornar cirurgiã estão sempre presentes no seu dia-a-dia. Encantada - assim que fiquei. 

O livro é tranquilo. Não possui AQUELE momento crítico (ok, só um mais para o final) e durante a leitura fiquei um pouco receosa sobre o que a autora tinha guardado para o final. Eu tinha medo que acontecesse alguma coisa ao mesmo tempo em que eu sentia que ficaria frustrada se nada acontecesse. Felizmente a autora encontrou um meio termo e fugiu do que eu imaginava, mas sem me causar maiores traumas rs. 

Infelizmente, encontrei alguns errinhos de revisão, mas um me chamou muito a atenção (#RevisaNovoSéculo). Enfim, é uma leitura leve que encanta pelo enredo e pelo cenário, mas possui uma narrativa simples e sem grandes surpresas.
Comentários
8 Comentários

8 comentários:

  1. Lindona, sua resenha ficou muito bem escrita, sabe? Mas nem assim rola de ler esse livro... Premissa não me atraiu nem um pouco. Narrativa e enredo calmos... Paciência zero. D:

    Beijos, lindona :)

    ResponderExcluir
  2. #RevisaNovoSéculo sempre né?

    Vejo muitos falarem bem do livro e parece que ele é muito rico em detalhes e ambientação, o que é muito positivo.
    Não sei se pretendo lê-lo, mas me parece uma boa história!

    Beijão!

    ResponderExcluir
  3. Oi, Ceile! Fiquei sabendo do seu blog através de uma matéria no "Saraiva Conteúdo" e adorei! Meu blog é novo, mas tô cuidado dele direitinho pq quero que ele seja como o seu, no futuro! Postar resenhas é só o início pra mim e pras amigas que me ajudam com textos. Queremos postar mais textos não-relacionados a livros, como crônicas, contos e poesia. E, no futuro, montar uma biblioteca comunitária. :D
    Ainda temos muito a batalhar e a mostrar, mas tenho certeza de que conseguiremos!
    Um beijo,
    da Menina Leitora,
    Thaís Mannoni

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Ah! Vou te linkar lá no Meninas Leitoras, tá?
      bjs

      Excluir
  4. Sabe o que me deixou curiosa?! O fato de que a autora faz questão de ressaltar a região e costumes, acho isso tão legal é como se você conseguisse ir no lugar e conhecer também mesmo não saindo do lugar com seu livro hahahahaha

    Eu amo livros que são levinho que não tem nada que me assuste muito... Às vezes é bom ler e ter só paz ;)

    Beeeijos Ceile!

    ResponderExcluir
  5. Hummm, não despertou minha curiosidade.

    ResponderExcluir
  6. Eu gostei de Despertar... Concordo com vc... é um livro simples, mas que nos conquista!
    Beijos,
    Nica

    ResponderExcluir
  7. Confesso que prefiro as narrativas mais frenéticas, mas mesmo assim, fiquei curioso pra ler esse livro. Afinal, nem só de adrenalina vive um leitor, não é?!?! Rsrsrs

    @_Dom_Dom

    ResponderExcluir

Deixe sua opinão ;)

Comentários ofensivos serão excluídos.
Caso tenha um blog, deixe o link no final do comentário.