10 Canções de Amor - Paulo F.


A feliz surpresa de uma narrativa realmente masculina.


Alexandre não está no melhor momento da sua vida: seu trabalho não rende – o investimento não dá resultado – e seu namoro com Cristina terminou mais uma vez. Pela milésima vez. Acontece que a Cristina é o atual amor da vida dele, então, como todo homem apaixonado, ele faz de tudo para tê-la de volta (e também, como todo homem, acaba exagerando).

"Minha dignidade começa a ser varrida para junto dos pedacinhos de mim e, movido por uma insensatez proveniente desse frágil estado de espírito, resolvo dar uma última cartada, certo de que resgataria o pouco que ainda não havia sido jogado fora."

Ele tem uma lista de ex-namoradas (cinco no total) e todas elas possuem alguma característica predominante e em todos os relacionamentos, o motivo do término é muito claro. Então, Alexandre começa a reviver cada situação importante para saber onde errou, como ele chegou até ali.

O livro tem dez capítulos que são separados por músicas (as tais dez canções de amor ♥) e dentro destes capítulos, há uma alternância contínua entre passado e presente: narrado exatamente no mesmo tempo verbal a que se refere o trecho. Alexandre é um cara divertido, irônico, com um senso de realidade que acaba sendo engraçado de tão sincero.

"O que me deixa puto é saber que vou correndo procurá-la quando voltar, vou contar toda a viagem e ainda dizer que fiquei com saudades."

E a realidade é uma das coisas que mais me encantou no livro: ele é, de fato, um romance sob a ótica masculina. Homens apaixonados são desesperados, insistentes, mas nunca perdem o jeito “macho” de encarar as coisas e fazem besteiras com total consciência que estão errados. Simplesmente fazem. Normalmente encontramos na literatura homens idealizados, que raramente vamos encontrar por aí, mas Ale é real: erra, sofre, pisa, se entrega, briga, é orgulhoso, é carinhoso.

A linguagem do livro é bem direta e muitas vezes o narrador tem consciência que está sendo lido – ele chega a fazer piadinhas com nossas sacadas, mostrando saber que nós estamos totalmente certos no que estamos pensando, provando também o quanto ele é clichê, mas de uma forma bem divertida.

No começo, me confundi com a troca repentina de tempo (e de namoradas) – demorei um pouco para perceber a diferença na narração, mas logo me acostumei ao ritmo não muito linear e ansiava pela próxima lembrança que, obviamente, eu já sabia que não acabaria bem, mas não sabia como acabaria.

Infelizmente, a revisão deixou um pouco a desejar - não por erros de ortografia, mas sim pelas vírgulas. Sim, gente, vírgulas! Ou elas não existiam ou vinham em excesso (e algumas vezes eu tinha que reler para pegar o "real sentido" da frase). Uma pena, mas o livro no geral (narrativa, história, diagramação) se sobressai a este deslize.

Enfim, este livro é todo Alexandre! Não são as namoradas, a inconstância da Cris, os amigos... A graça do livro e todo mérito é do protagonista - ele é demais, gente! 

"Notem a tática que Cristina usa com essa história de amizade. Ela sabe o quanto eu valorizo uma amizade e o quanto respeito um amigo. Se ela me posiciona como amigo, sabe que raramente eu transporei essa barreira querendo transformá-la em namorada, amante, ficante ou sei lá. Mas eu sei que ela não sabe que muitas das coisas em que eu acreditava simplesmente se desagregaram de mim, e que essa é uma delas."
Comentários
26 Comentários

26 comentários:

  1. Eu quero ler esse livro desde que lançou haha
    Também o que me chamou a atenção foi justamente pelo livro ser escrito por uma visão masculina (já que não costumo ler romances, este em especial parece ser uma boa aposta).
    Parece que todo livro da Under tem um errinho assim na revisão (em Camundo, por exemplo, faltam espaços em algumas palavras hahahaha)
    Também estou curioso pra saber quais são as tais 10 canções =P
    Adorei a resenha, abraços \o/

    ResponderExcluir
  2. Adorei a resenha, o livro parece ser muito lindo.
    A forma como foi escrito deve ser muito bom de se ler.
    Bjos....

    ResponderExcluir
  3. Oi que dica interessante, e o protagonista Alexandre é típico de homens quando estão apaixonados.
    Diferente um romance sob a ótica masculina.
    Realmente deve ser uma leitura leve,divertida engraçada.

    ResponderExcluir
  4. Quando fiquei sabendo do lançamento do livro eu fiquei super interessada, mas não fui mais atrás para saber mais sobre o mesmo. Não havia lido nenhuma resenha e confesso que ainda não havia lido a sinopse, então fiquei surpresa por descobrir do que fala rs.. mas me interessei mesmo assim.
    Adorei sua resenha e o blog também, estou conhecendo agora.
    Beijos
    http://tyelehopes.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  5. Não conhecia esse livro.
    São poucos protagonistas masculinos...

    ResponderExcluir
  6. Como eu te disse eu estava louco para ler uma resenha deste livro e já esperava que esta fosse uma crítica positiva.
    Desde que eu vi a capa do livro do Paulo eu fiquei com muita vontade de ler, a sinopse e o fato de ser um romance narrado por um homem me deixaram mais ansioso ainda!
    A sua resenha ficou muito bem escrita e muito sincera. Você soube mostrar os lados bons e os não tão bons do livro - no caso, a falta/excesso de vírgulas, que sei que é um problema bem ruim (está acontecendo no livro que eu estou lendo).
    Enfim, fiquei com mais vontade ainda de ler, dia 23 vai ter um evento na paulista com a presença do autor e da autora de Sob a Luz dos Seus Olhos, vou tentar ir e quem sabe lá eu compro este livro!

    Abraços, Anderson Vidal
    Hooked for Books

    ResponderExcluir
  7. Olá Ceile!
    Nossa, fiquei bem curiosa para ler o livro, nunca tinha ouvido falar nele e a ideia de demonstrar "o amor masculino" me chamou muito a atenção! Parece ser um livro bem diferente, gostei!
    Pretendo ler assim que arrumar um espaço na minha meta de leitura :3 hehe

    Beijos,
    http://isteh.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  8. Gostei muito do livro, parece que ele tem um estilo alternativo e me lembrou um pouco do filme 500 dias com ela.

    Abraços, Felipe
    http://estacaoliteraria.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  9. Nunca tinha ouvido falar desse livro,tem musica e fala de amor já gostei preciso ler.

    ResponderExcluir
  10. Não conheçia o livro, mas me apaixonei só pelo titulo.

    ResponderExcluir
  11. amei seu blog, seguindo ele, segue o meu (emydeoliveira.blogspot.com.br) bjos

    ResponderExcluir
  12. Não conhecia o livro, mas sabe que gostei dele? Talvez pelo fato da narrativa REALMENTE parecer masculina. Pena ser da Underworld, né? É, trauma eterno da editora. D:

    Beijoooooos

    Gleice
    www.murmuriospessoais.com

    ResponderExcluir
  13. Primeira vez que vejo e achei bem legal esse livro. Fofa a ideia, gostei da resenha. E bem mais real do que de costume, não é?!

    ResponderExcluir
  14. Oi Ceile!
    Fiquei curiosa pra ler por causa dos pontos que você ressaltou. Primeiro, eu adoro um livro com trilha sonora! Depois, acho muito legal quando tem essa alternância de tempo na história, sem contar que acho ótimo quando o protagonista é homem, é legal pra diversificar um pouco (a maioria dos livros de romance que leio são protagonizados por mulheres). E acho ótimo quando a história e as personagens tem um quê de realidade!
    Beijão!

    ResponderExcluir
  15. Que beleza! Um livro 'novo' de um cara escrevendo sobre um cara!No mínimo é bom pra variar um pouco do monte de autoras escrevendo como garotos! (não que sejam ruins, mas não é a mesma coisa)
    Gostei do livro, vou procurar =D
    Agora, problemas de revisão? Com a Under???Tem certeza? Nunca vi isso nela... #sóquenão

    Beijão
    www.desigusson.com

    ResponderExcluir
  16. Achei muito legal essa história. O fato de ser narrado por um homem, e de estar próximo à realidade, pois a maioria dos livros que encontramos os homens são idealizados e só vão permanecer ali, na história. Aposto que é um livro bem engraçado e apaixonante, gostei muito.

    ResponderExcluir
  17. que show narrado por um homem pelo que fala deve ser mt bom vou ver se acho

    ResponderExcluir
  18. O que me deixou interessada a ler este livro, é saber que mostra o romance pela ótica masculina, parece muito bom! Ainda não tinha ouvido falar deste autor nem do título do livro, parece legal.

    ResponderExcluir
  19. Muito bom o jeito como você descreveu o livro, Ceile. Deve ser muito interessante ler um livro totalmente com o ponto de vista masculino com relação à relacionamentos. Me deu muita vontade de ler. Beijos!

    ResponderExcluir
  20. Não conhecia o livro, mas parece ser muito bom. O humor do personagem principal dá ainda mais vontade de ler. E protagonista masculinos são bem difíceis de se encontrar. Ótima dica e ótima resenha!
    Beijos!
    http://umaleitorachamada.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  21. Não conhecia esse livro, mas achei bem interessante essa parada de colocar um homem como protagonista nesse tipo de história. A capa também é bem legal.

    @_Dom_Dom

    ResponderExcluir
  22. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
  23. Isso é muito raro de se ver: Um livro com narrativa masculina é realmente singular. Algumas semanas atrás eu estava vagando atoa pelo site da Underworld e vi esse livro, a capa é tão bonitinha, mas eu nem tinha ideia do que esperar do livro, mas eu pretendo dar uma chance, além de ser diferente dos outros livros que eu ando lendo é de autor nacional, é claro que vale a pena incentivar. Adorei a resenha, precisava mesmo de uma opinião sobre o livro...

    Obs: Eu acompanho o blog faz um bom tempo, mas a coragem de comentar nunca aparecia, e comentar anônimo é muiiito sem graça, eu acho... Vocês, blogueiras, sempre me inspiraram muito, e graças a vocês eu decidi realizar um dos meus sonhos: criar um blog falando sobre algo que eu amo, livros é claro!

    Beijos Ceile


    http://miirandah.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  24. Nunca li um livro com narrativa masculina.

    sua resenha foi tão boa que fiquei curiosa.
    já fui comprar o livro!
    kkkkkkk

    obrigada ;)

    ResponderExcluir
  25. Nossa espetacular sua resenha rsrsrs,amei.
    Olha li algo no jeito como ela se move do autor,acho que o modo dele escrever é desta maneira mesmo,o negócio é acostumar pois cada autor tem seu modo de narrativa.Esperando ansiosamente para ler este livro!
    Bjus!

    http://de-tudo-e-um-pouco.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir

Deixe sua opinão ;)

Comentários ofensivos serão excluídos.
Caso tenha um blog, deixe o link no final do comentário.