Sangue Quente - Isaac Marion


Tanta coisa para pensar que quase não lembro que este livro é de zumbi.

R não se lembra de quando se tornou um Morto e não sabe nada da sua vida antes de morrer. Talvez o nome dele comece com R - e isso é tudo. Ele é um dos únicos que parece conseguir pensar em alguma coisa e tem vários pensamentos reflexivos sobre a vida e a morte, o que acaba deixando-o em meio a uma crise existencial. Ele e outros zumbis moram em um aeroporto abandonado - aliás, tudo está abandonado. Cidades foram devastadas com a Praga. Os Vivos que sobraram moram em verdadeiras fortalezas para se protegerem de serem devorados por zumbis e, se continuarem vivos, se transformar em um deles. 

Durante uma saída do aeroporto para uma caçada, R devora Perry e, ao comer seu cérebro, é tomado por lembranças do cara que é apaixonado por Julie e acaba, instintivamente, protegendo-a. Ele não deixa que ninguém se aproxime e acaba levando-a para o aeroporto - que seria o mesmo que levar comida para vários famintos. Ele a esconde em seu avião-casa e só sabe que quer protegê-la, mas não sabe que tipo de sentimento nutre por ela ou se é só uma apropriação dos sentimentos do namorado dela.

Primeira coisa: não considero este um livro de um zumbi que se apaixona por uma humana. Muitas pessoas podem ver assim, mas as descrições iniciais do R foram tão bem feitas, que bloqueei 90% do romance que poderia ser contado - criei aversão ao físico dos personagens e me apeguei somente aos pensamentos e atitudes deles. Esta é uma história de reflexão, complexa e bem perturbadora.

"Toda vez que durmo, sei que talvez possa não acordar mais. Como alguém achar que vai acordar? Você joga sua pequenina e irreparável mente em um poço sem fundo, e então cruza os dedos e torce para que quando puxar a linha de pesca, ela não tenha sido devorada pelos inúmeros monstros que existem por lá. (...) Não quero desaparecer. Quero continuar aqui."

As descrições de R são nojentas. Ele fala de zumbis e Ossudos exatamente como são (em Sangue Quente, ao menos) e isso me impediu de cair de amores pelo pensador R. Sério, simplesmente não consigo imaginar alguém abraçando/beijando/ficando perto/se sentindo atraído por um ser tão fétido (sim, ele deixa bem claro que são podres - claro, zumbis são mortos). 

O livro não traz muitas respostas de como ou quando começou o tal do Apocalipse Zumbi, somente alguns devaneios que podem levar às respostas, mas nada muito exato. Como o livro é narrado totalmente do ponto de vista do R e ele pouco se lembra da vida, nós ficamos presos ao seu conhecimento, o que seus olhos veem e ao que ele consegue articular com isso - mas, acredite, isso preenche muito bem o livro e é o que desencadeia todas as questões explícitas e implícitas na história. Digo que o livro é inteiro bom: do começo ao fim, ele mantém consistência e não se perde, mas da página 119 para frente, o livro voa até a última página, 252.  

O autor foi inovador ao retratar com tanta "realidade" as condições de "vida" e ao abordar temas que não se limitam no relacionamento entre um zumbi e uma humana - a caça e o caçador, o lobo e o cordeiro (não, péra, não tem nada a ver com Crepúsculo! Believe me). Ele foca mais no comportamento humano, uma ação que desencadeia uma catástrofe, o desespero por segurança e sobrevivência. 

O livro virou filme - Meu Namorado é um Zumbi - e ainda não assisti, mas preciso falar que este título é decepcionante. Sério. Apenas isso.

Comentários
23 Comentários

23 comentários:

  1. Ceile, antes eu não tinha muita vontade de ler esse livro porque eu achava a ideia dele bem repugnante.
    Mas depois de ver tantas resenhas ressaltando esse caráter reflexivo dele, eu estou muito curiosa pra ler.
    O autor podia ter feito uma catástrofe com o livro, mas, ao que tudo indica, foi muito bem sucedido com a ideia!
    E o título do filme é horroroso mesmo, mas confesso que foi vendo o trailer do filme que eu primeiro senti curiosidade em fazer a leitura!
    Beijão!

    ResponderExcluir
  2. O título e o filme né ¬¬
    Ainda não li o livro, mas só pelo que li na sua resenha, já vi o quanto é diferente do filme... Para começar que os zumbis do filme não são fétidos e nem aparecem ossos, como você descreveu '='
    Mas eu gostei do que você cantou, espero ler o livro, e espero que seja beeeeem melhor que o filme (idiota) que fizeram.
    Resenha superboa, parabéns ;)

    ResponderExcluir
  3. Eu não conhecia esse livro. Por ser um tema de zumbi eu acho que não leria ele mas pode ser que eu ainda leia já que tem essa coisa de reflexão, e eu gosto bastante disso.
    Eu vi esse filme em cartaz quando fui assistir O lado bom da vida e nem imaginava que o filme fosse inspirado no livro. O título é realmente decepcionante, ainda mais que no cartaz tinha escrito: “Ele já está morto, mas está esquentando”. Tipo: ??? Achei meio tenso.

    ResponderExcluir
  4. Miiiigs! Olha eu aqui! Então não curto Zumbis. Sério, minha tosquice ficou em Crepúsculo e paramos aí. Sei que pode ser diferente ou até mesmo "melhor", mas tenho um nojo, sei lá, não vou conseguir me entregar ao livro justamente pela barreira que vou criar. Eu amo as suas resenhas, escreve tão bem que um dia vou chegar nesse ponto.
    Beeijos!
    www.marizoch.com

    ResponderExcluir
  5. Ainda não tinha ligado o livro ao filme. Vou querer ler primeiro o livro.
    Bjs, Rose.

    ResponderExcluir
  6. Oi Ceile, adorei a sua resenha, concordo com tudo o que você disse.
    Confesso que morro de medo de zumbi, e tenho aversão da história do relacionamento impossível entre humana e qualquer outro ser que não tenha coração e sangue circulando pelo corpo, no início achei que Sangue Quente seria assim, mas não é, como você disse é uma história de reflexão.
    Eu gostei muito do livro, foi um dos melhores que eu já li até hoje, e repito, gostei muito da sua resenha e da suas opiniões.
    Beijos!

    Ps.: Sobre o nome do filme, eu me recuso até o fim de pronunciar o nome e só me refiro a ele como Warm Bodies hahaha

    www.entrelinhascasuais.com

    ResponderExcluir
  7. Eu primeiro quero ler o livro pra depois assistir o filme. Já vir o trailer, e achei massa. O livro tenho expectativas boas!!

    Beijinhos.
    Carinho das Palavras

    ResponderExcluir
  8. eu gostie desse livro sabe. de uma forma bem perturbadora. o filme é legal e tudo mais, vi hoje por sinal, mas o livro tem uma pegada mais reflexiva, eu gostei muito

    ResponderExcluir
  9. Olá Ceile,
    Eu nunca tinha lido a sinopse desse livro portanto sua resenha foi completamente uma surpresa, pois eu não sabia nada do livro e simplesmente fiquei bastante curiosa, mas péra se apaixonar por um zumbi é estranho... muito.
    Tô bastante curiosa em relação a esse livro agora... Tentarei resistir a não coloca-lo na lista [por enquanto] já que minha lista de desejados está extra grande

    Camila Márcia
    @camila_marcia
    http://delivroemlivro.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  10. Já tinha visto esse livro, mas não sabia do que se tratava. Achei a trama bem interessante. Gostei dessa criatividade do autor em desenvolver um tema tão batido. Em relação ao filme, ainda não assisti, mas tenho vontade.

    @_Dom_Dom

    ResponderExcluir
  11. Não li o livro, mas quando assisti ao filme fiquei pensando o mesmo que vc, é muito nojento pensar nela tendo contato físico com ele, sendo que ele deve estar todo podre, ecaaaaa.

    ResponderExcluir
  12. Tania Regina Costa22 de mar de 2013 20:14:00

    Eu não gosto muito do tema, mas acho que é bastante divertida a estória. Fiquei bastante curiosa e quero ler.

    ResponderExcluir
  13. Ah o livro eu não to muito a fim de ler. Leria se ele surgisse aqui do nada pra mim e não tivesse outro pra ler. Porém, tenho curiosidade demais hahaha Então vou assistir o filme!

    ResponderExcluir
  14. Eu achei interessante o que você falou sobre o livro, mas acho que a explicação de como começou o apocalipse deveria existir melhor. Enfim, não posso falar muito, estou comentando em cima do que li na sua resenha porque ainda não li o livro, mas me interesso por ele.
    Beijos.

    ResponderExcluir
  15. Esse foco no comportamento humano que me fez AMAAAAAAAAAAR o livro! Não dou 5 estrelas pq tem lá suas falhas, mas está mais que favoritado. E fiquei feliz que não fizeram caca no filme, quer dizer, exceto o título em português.:B

    Beijoooooooooos

    ResponderExcluir
  16. Oi Ceile!
    Estou bem curiosa com a proposta desse livro, achei o enredo original e acredito que podemos fazer alguns paralelos com a realidade, o desespero por segurança e sobrevivência é capaz de transformar qualquer um ;)
    Beijos... Elis Culceag.
    * Arquivo Passional *

    ResponderExcluir
  17. A sua não é a primeira resenha que leio que me deixa com a sensação de que o filme não tem nada a ver com o livro (começando pelo título...) O filme me pareceu mais puxado pro lado da comédia romântica, o que, pela sua resenha, não é o foco do livro. Gosto do tema (sou team Zumbi õ/ WAAAAAAOOOARRRR*), mas não tenho nenhuma curiosidade em ler esse livro, muito menos ver o filme. :/

    Abraços!
    www.garotoleitor.com

    *Tradução: "Ip, ip, urra!" na língua dos zumbis.

    ResponderExcluir
  18. Oi Ceile!

    Entendo totalmente sua repulsa por R, pois também senti isso. Sei lá, viver ao lado de algo que está apodrecendo não é lá uma coisa muito tentadora... Porém, sua maneira de pensar, ainda mais por ser zumbi, me encantou e acabei gostando bastante do livro. Ainda não vi o filme, mas me desanimei quando vi que mudaram o nome para Meu Namorado é Um Zumbi...

    Beijos!

    ResponderExcluir
  19. Oi, Ceile!
    Depois de ler e reler a sua resenha duas vezes, pude me convencer de que o livro é realmente bom. Eu sempre achei a ideia do autor bem interessante, mas algumas resenhas me fizeram repudiá-lo. Não gosto de ignorar um obra apenas por ler resenhas negativas, por isso resolvi ler e reler a sua que foi escrita com tanta voracidade, mostrando para o leitor o verdadeiro sentido da obra! Parabéns, Ceilinha! A cada vez que leio as suas resenhas, o meu desejo pelos livros aumentam de uma forma incrível! Muito obrigado por me proporcionar essa felicidade ao ler as suas resenhas Ceile, obrigado mesmo. Ah, e te culpo por me fazer gastar tanto dinheiro em livros, haha.

    Um beijo, http://umleitoramais.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  20. Adoro zumbi! =D
    Mais um livro para add na lista de leitura!

    ResponderExcluir
  21. Comprei o livro porque vi o trailer do filme, mas o filme é uma decepção sem tamanho e o livro é otimo. Então, uma dica: Não assista o filme, de verdade.

    ResponderExcluir
  22. Eu sou mega curiosa pra ler esse livro, mas ao mesmo tempo tenho aversão a zumbis, so lembro de cerebro, decomposicao, entao nao entendo como alguem pode se apaixonar por alguem assim.
    Eu acho que verei primeiro o filme, o nome é decepcionante, mas pelo menos o ator nao ta em decomposicao rs
    bj

    ResponderExcluir

Deixe sua opinão ;)

Comentários ofensivos serão excluídos.
Caso tenha um blog, deixe o link no final do comentário.