[Resenha+Promo] O Acumulador de Troféus - Camila B. Monteiro

Em uma pacata cidade do interior de Goiás, chamada Estrada Nova, uma família vive um drama doméstico em uma das maiores fazendas do estado. Maria vive em um casarão antigo com suas duas filhas e um marido extremamente violento, conhecido por todos como Coronel. Com o crescimento da cidade, surge em meio a outros, um comércio em especial. O dono, chamado Geraldo, é um homem divertido que chegou à pequena cidade goiana para mudar sua vida, quando abriu o Armazém do Geraldo ao lado do Casarão do tal Coronel. Maria e Geraldo tornam-se amigos, despertando a ira e os ciúmes do marido, e após mais uma de suas brigas brutais que levou marido e mulher ao hospital, Maria vê sua vida se transformar completamente. O temido Coronel desaparece misteriosamente do quarto que estava internado, iniciando um rastro de mistério que cerca a família e o casarão. Cadáveres aparecem próximos à casa sem motivo aparente, coisas somem e barulhos assustam cada vez mais, transformando a pequena cidade sempre tão pacata em um cenário de filme de terror. Dois policiais passam a dar apoio em tempo integral à essa pequena família; um deles, muito experiente, toma a frente das investigações e acaba se tornando algo mais do que um simples investigador para Maria e para sua irmã Dani, que inesperadamente aparece para ajudar. Em quem Maria deve confiar agora? Um final inesperado liga todos os fatos de maneira surpreendente.

Quem acompanha minhas resenhas, sabe que é um pouco difícil eu ler algo de suspense/policial/thriller, mas mais por falta de oportunidade do que por gostar ou não. O Acumulador de Troféus me deixou intrigada desde a sinopse (pfvr, leia a sinopse aí em cima) - sério, gente, dali eu já comecei a querer desvendar o mistério, já fiquei louca para saber quem era o responsável por tudo aquilo... e minhas expectativas começam daí, eu já começo a ficar inquieta pensando nas coisas mirabolantes que nem vou desconfiar e no final vou ficar chocada com a grande revelação. Vocês também são assim?

Eu confesso que o que mais me prendeu foi o início do livro. A narrativa começa de forma interessante, como se houvesse, de fato, alguém contando a história. Ok, óbvio que existe um narrador, mas, bem, o livro é escrito em terceira pessoa, então você já imagina algo bem impessoal, seguindo determinado ritmo, quando, na verdade, a impressão é de estar sentada ouvindo uma história. Olha, sei que é confuso explicar, mas, para ilustrar, me senti como se estivesse em um sítio, ouvindo histórias de alguém mais velho, em volta de uma fogueira, tarde da noite... dá pra imaginar o clima? Como não querer "ouvir" mais? 

Logo conhecemos a vida da Maria e vamos nos apegando a ela, imaginando um momento de reviravolta, onde ela vai "derrotar" o marido e conseguir levar uma vida que merece, mas quase não dá pra ter esperanças. Algumas vezes parece que ela se conformou com a vida, tipo "é assim que a vida tem que ser, fazer o quê?" e, de certa forma, dá para entendê-la (mas não concordar, claro). Ela não é o tipo de mulher amargurada, ela é dócil e gentil, uma ótima mãe e dona de casa. Suas filhas parecem alheias ao que acontece, a princípio, e levam a vida normalmente - brincando, aprontando e passeando pela propriedade. Uma das melhores cenas do livro é justamente com elas, quando vão brincar no "Morro Baixo" e encontram o primeiro corpo. É incrível como a autora foi feliz nesta e nas demais descrições dos cenários, deixando tudo vívido na minha cabeça.

Eu esperava que o mistério se mantivesse até o final, mas, precocemente, a autora revelou o "culpado". Apesar de manter as motivações e os fatos por trás em mistério, a autora deu dicas muito óbvias (que, no início, achei que fosse apenas para confundir o leitor) e, apesar de eu temer certas aproximações, já não tinha mais aquela graça e eu não poderia colocar a minha detetive interior em ação. Mas posso dizer que "a coisa" é tenebrosa. É doentia. É cruel. A narrativa, que eu tanto gostei no início, se tornou um pouco cansativa e faltou naturalidade nos diálogos, mas acredito que isso é só questão de amadurecer a escrita - coisa que acontece com o tempo. Alguns personagens também ficaram caricatos, mais precisamente os policiais, o que foi bom por um lado, trazendo um pouco de humor ao texto, mas não tão bom por outro, uma vez que perdeu a seriedade que eu esperava de dois oficiais. 

De qualquer forma, O Acumulador de Troféus é uma boa estreia da autora, trazendo uma história original , com uma abordagem diferente e uma excelente ambientação (sério, o clima é bem interiorano e ele pega - já imagino o chão de terra e toda a cidade descrita). 


Sorteio do livro
Em parceria com a autora, vamos sortear um exemplar do livro. Para concorrer, preencha o Rafflecopter abaixo e boa sorte! A primeira entrada é livre e, para mais chances, preencha as demais opções. *Leia os terms and conditions no formulário.
a Rafflecopter giveaway
Comentários
21 Comentários

21 comentários:

  1. Pela sinopse, o livro já tinha me conquistado. Mais agora lendo a resenha, fiquei mais encantada ainda com a história. Mesmo a autora tendo uns lapsos, eu gostei muito de conhecer. Adoraria poder ler este livro. Beijos.
    elizabethmsalles@hotmail.com

    ResponderExcluir
  2. achei a capa meio sinistra!
    não gostei não
    http://felicidadeemlivros.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  3. Oi Ceile, não conhecia o livro e quando terminei a resenha fiquei com aquela vontade de conhecer todos os segredos por trás desta mente assassina.
    Bjs, Rose.

    ResponderExcluir
  4. Eu fiquei curiosa quanto ao livro. Uma pena que o texto não é tão bom no final quanto era no começo! O mais legal de policiais é quando ficamos um grande tempo tentando resolver o caso - e não é tão fácil de chegar na verdadeira solução!
    Beijos,
    Déia!
    Own mine

    ResponderExcluir
  5. Nunca li nada de autores nacionais, sempre tenho um pouco de receio tanto de livros quanto de filmes. Mas pela sua resenha o livro parece ser bem interessante. Deu vontade de ler. Participando do sorteio!

    ResponderExcluir
  6. Ainda não conhecia esse livro, mas sua resenha me deixou super curiosa. Adoro um suspense, pena que a autora parece que vacilou um pouquinho no final. Mas mesmo assim fiquei curiosa pra ler.

    Bjok

    ResponderExcluir
  7. Cê! Devo dizer que passaria longe do livro numa livraria... pela capa. É meio bizarra, e a tipografia não me agrada, hahaha. Mas, pela sinopse, eu já seria cativado. É bem instigante, né? Tenho alguma coisa contra a narrativas "contadas" - do modo como você descreveu, se eu não estiver equivocado, como se alguém estivesse contando a história ao redor de uma fogueira, etc. Sei lá, simplesmente, sinto como se a ~~~parede que me separa dos livros que eu leio fosse quebrada. Gosto de conexão com a história, mas desse modo fica meio caricato, pra mim. Não sei se você vai me entender. :s Sua resenha humilhou a todos nós, meros mortais, como de praxe, mais uma vez.

    Beijo, saudade de você, sua linda <3
    S

    ResponderExcluir
  8. Ceile!
    Como boa leitora de romances policiais, me apaixonei logo pela sinopse e ao ir lendo sua resenha, fiquei ainda mais curiosa em poder ler o livro e acompanhar o mistério e a vida de Maria.
    Todo escritor iniciante tem seus pequenos defeitos e tomara que leiam as críticas e se aprimorem.
    Muito boa resenha.
    cheirinhos
    Rudy

    ResponderExcluir
  9. Fiquei bem curiosa com relação ao livro, a literatura barasileira vem se destacando muito nos últimos tempos....

    ResponderExcluir
  10. Livro super bem recomendado... Louca pra ler também!!!!!

    ResponderExcluir
  11. Fiquei super curiosa! Na torcida!
    Participando!
    http://gatoqueflutua.wordpress.com/

    ResponderExcluir
  12. Essa Sinopse me deixou com muita vontadade de Ler, Incrível !

    ResponderExcluir
  13. Nossa Ceile, se eu não lesse a sinopse e sua resenha, ia ficar pensando em "mil" possibilidades diferentes sobre o que se tratava a história, mas essa com certeza não passaria pela minha mente.....
    Adoro livros de suspense, terror e principalmente os investigativos.... confesso estar em uma fase romântica, mas esse deu uma "pontada" em minha sede de livros desse gênero.....
    Amei quando descreveu a cena de sítio com fogueira, me fez lembrar de quando era pequena e ficava com medo dessa cena em filmes.. kkkkk

    Bjsss Ceile

    ResponderExcluir
  14. Eu adoro livros desse gênero. Quanto mais doentio, cruel, tenebroso e todos os "osos" possíveis, mais me agrada. Uma pena que a trama perdeu um pouco do fôlego inicial na parte final da história, mas, pelo menos, isso não foi um problema que alterou a avaliação final do livro como um todo. Acho que foi um belo pontapé inicial no mundo literário para a Camila B. Monteiro. A partir de agora é só sucesso!!!

    @_Dom_Dom

    ResponderExcluir
  15. Entre os meus gêneros preferidos no topo está o suspense, então já sabe... Quero muito lê esse livro.

    ResponderExcluir
  16. Oi Ceile,

    Assim como você, não leio policiais por falta de oportunidade e não porque não gosto, até porque todos que leio eu fico com depressão pós livro HAUEHAUEUAEHAUE
    Parabéns a autora por ter estreado sua vida de escritora com esse gênero (pago um pau pra quem escreve policial pq é muita pesquisa, é muita coisa que se deve pensar, não é só sair e escrever o que vier... acho e-e)
    E claro, gostei da resenha, acho que vou sentir o mesmo que você Ceile na leitura.

    Beijos
    www.livroterapias.com

    ResponderExcluir
  17. Por falta de oportunidade é raro eu ler suspense/terror, ainda mais nacional. Mas, é bem interessante, por ser diferente e mais próximo da nossa realidade.
    Pena que a escrita dela ainda peque um pouco. Me dá certa agonia quando o escritor repete muitas palavras ou estrutura dos diálogos; soa um pouco artificial e sem criatividade.
    Mas, só lendo para eu saber se irei gostar desse livro.

    E, desejo todo o sucesso e amadurecimento para a escritora!

    ResponderExcluir
  18. Rodrigo Cantanhede27 de jun de 2014 22:53:00

    Bom, a resenha está muito bem escrita, gostei tanto quanto a do Um Caso Perdido. Se ganhar o sorteio, espero gostar do livro.

    ResponderExcluir
  19. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
  20. A capa é sombria, gostei disso Ee a sinopse me atraiu e criei expectativas, mas ao ler sua resenha vi que não era como eu imaginava.porém,vale a apena eu dar uma chance, afinal de contas é a estréia da autora. Gostei bastante de sua resenha, ela foi muito bem escrita..
    Bjs

    Participando..espero ganhar!!
    Seguidora GFC: Lininha
    Seguidora Face: Aline Costa
    Email: aline.menininhadedeus@gmail.com
    Twitter: @LineRamosCosta

    ResponderExcluir
  21. Parabens Patty, faça uma ótima leitura..
    Bjsss

    ResponderExcluir

Deixe sua opinão ;)

Comentários ofensivos serão excluídos.
Caso tenha um blog, deixe o link no final do comentário.