[Resenha+Promo] Brutal - Luke Delaney

"Ele sempre ria das cenas de crime da TV, com dezenas de viaturas e as luzes azuis rodopiando. No interior do prédio, dezenas de detetives e peritos se atropelando. A realidade era diferente. Inteiramente diferente. O mais perturbador das verdadeiras cenas de crime era o silêncio – a morte violenta da vítima deixava a atmosfera abalada e brutalizada."

Sean Corrigan não é um detetive como os outros. Após viver uma infância de abusos e violência, ele criou uma espécie de “sexto sentido” ou (dizem os mais céticos) um olhar apurado para identificar a escuridão na alma de algumas pessoas; um lado negro que ele reconhece em si mesmo e luta todos os dias para conter. Com uma impressionante carreira no Departamento de Investigação de Homicídios de South London, um casamento dos sonhos e duas lindas filhas, tudo o que ele quer é ver os loucos psicopatas atrás das grades.

Entretanto, ao ser chamado para investigar a morte de um jovem covardemente assassinado, Corrigan se vê envolvido no maior desafio de sua carreira: perseguir um psicopata que muda de métodos a cada crime, sem deixar pistas nem um padrão que permita prever seus próximos passos. A única coisa que o detetive possui é o seu instinto indicando que a série de homicídios que se espalha por Londres é obra de uma única pessoa.

Brutal é um livro espetacular! Não consigo juntar palavras suficientes para descrever como a leitura foi. Ao mesmo tempo em que ficava maravilhada com a escrita apurada e detalhada do autor, tinha acessos de pavor. Cheguei a ter sonhos conturbados e até interrompi a leitura por uns dias. Você pode achar que estou exagerando, eu entendo, mas costumo ter uma mente muito ativa enquanto leio, criando os cenários, dando voz aos interlocutores e sentindo a tensão na qual a cena foi desenvolvida.

Sou muito fã de thrillers e romances policiais, inclusive de séries tipo CSI e NCIS, apesar de não acompanhar fielmente os episódios e temporadas. Portanto, associando a leitura ao que costumo/costumava assistir, minha mente trabalha sem parar construindo e ambientando tudo. Então, logo nas primeiras páginas eu já soube que teria um grande enredo pela frente. A experiência de campo do autor foi imprescindível para dar veracidade a história e criar personagens absolutamente críveis e, além disso, faz com que tenhamos um envolvimento emocional muito maior. É impossível não se abalar/revoltar.

Outra grande sacada foi a alternância de locutor. Quando é narrado em terceira pessoa, mostra amplamente a investigação e nos deixa a par das decisões e suspeitas do detetive Sean que, mesmo tendo sido vítima de um passado escuro e profundamente abominável, tornou-se uma pessoa capaz de afugentar seus próprios demônios e controlar sua fúria, usando sua infância despedaçada para descobrir pistas que os outros policiais não conseguiam enxergar. Podia compreender e interpretar as motivações dos assassinos e estupradores, como se pudesse farejar os rastros das emoções que exalavam. Poder, repulsa, culpa, medo, desejo... Sua imaginação fazia com as cenas ganhassem vida e virassem um filme dentro de sua cabeça.

Quando narrado em primeira pessoa, vemos pelos olhos do assassino. Um homem com sérios distúrbios psicológicos e uma visão deturpada de sua existência. Ele trama friamente cada morte como se estivesse planejando o que comeria no jantar, ou o que vestiria quando fosse sair de casa no dia seguinte. A morte não o assusta. Ele é calculista, desequilibrado, impiedoso e brutal. Um ser completamente desprezível e que me assusta só de pensar que existem pessoas como ele a solta por aí.

"Se vocês fossem sequer capazes de entender a beleza e a clareza do que estou fazendo. Vocês precisam deixar de lado as regras da natureza e escolher viver segundo outras leis. Moralidade. Moderação. Tolerância. Eu não. Costumo me distrair escolhendo um passageiro ao acaso, imaginando como seria arrancar seus olhos e cortar sua garganta depois. O fedor de todos esses possíveis objetos é muito estimulante para aminha imaginação. (...) Eu o esfaqueei. Ele tentava falar. As pessoas sempre querem saber o por quê. Então cochichei em seu ouvido. Seria a última coisa que ele iria ouvir: - Porque eu preciso."

O ritmo da escrita é uma constante, sendo intrigante e surpreendente do início ao fim. O autor, que usa um pseudônimo, soube explorar com maestria o uso da ciência forense e estruturou diálogos sólidos e com grande fluidez. Os crimes são, em sua maioria, hediondos e dão aquele frio na espinha cada vez que tento imaginar. É brutal (sem trocadilhos). Se você gosta de trhillers, esse não pode faltar na sua estante. Super recomendo, mas se você é fraco e não aguentava cenas pesadas, cheias de tortura e violência, não leia, ok? Essa leitura é completamente insana. Não tem outra palavra. O título do livro não poderia ser mais apropriado.

Sorteio do livro
Em parceria com o selo Fábrica231 da Editora Rocco, vamos sortear um exemplar do livro Brutal de Luke Delaney. Para participar, basta preencher o Rafflecopter abaixo - a primeira entrada é livre e, para mais chances, cumpra as demais tarefas. Boa sorte!

a Rafflecopter giveaway
Comentários
28 Comentários

28 comentários:

  1. Sabrina!
    O livro parece intenso e brutal.
    Gosto da abordagem psicológica feita do protagonista e gostaria demais de ler o livro.
    é tensão do início ao final.
    “Lutar pelo amor é bom, mas alcançá-lo sem luta é melhor.”(William Shakespeare)
    cheirinhos
    Rudy
    http://rudynalva-alegriadevivereamaroquebom.blogspot.com.br/
    Participe no nosso Top Comentarista!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi, estou aqui para te convidar para participar do Sorteio do livro "NÃO SE ILUDA, NÃO" da Isabela Freitas.
      Vamos lá?

      http://casinhadaliteratura.blogspot.com.br/2015/08/sorteio-nao-se-iluda-nao.html

      Excluir
  2. O livro parece ser denso e envolvente de forma assustadora, e sendo eu uma fã de livros, séries e filmes do gênero não posso deixar de conferir a obra, seus personagens e os demônios que estes carregam. Brutal parece um livro incrível, torço para ser a sortuda que o ganhará.
    Abraços

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi, estou aqui para te convidar para participar do Sorteio do livro "NÃO SE ILUDA, NÃO" da Isabela Freitas.
      Vamos lá?

      http://casinhadaliteratura.blogspot.com.br/2015/08/sorteio-nao-se-iluda-nao.html

      Excluir
  3. Fui lendo a resenha receiosa de acabar lendo demais kkk Só falar trhiller, policial, misterioso eu já me encanto. A capa me atraiu demais e o título também,não conheço o autor,mas acredito que o livro dele deve ser muito instigante e é daqueles que você simplesmente não consegue parar.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi, estou aqui para te convidar para participar do Sorteio do livro "NÃO SE ILUDA, NÃO" da Isabela Freitas.
      Vamos lá?

      http://casinhadaliteratura.blogspot.com.br/2015/08/sorteio-nao-se-iluda-nao.html

      Excluir
  4. Fiquei animada em ler o livro com a sua resenha apesar de não ser uma grande fã do gênero.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi, estou aqui para te convidar para participar do Sorteio do livro "NÃO SE ILUDA, NÃO" da Isabela Freitas.
      Vamos lá?

      http://casinhadaliteratura.blogspot.com.br/2015/08/sorteio-nao-se-iluda-nao.html

      Excluir
  5. A história não faz rodeios quando o assunto gira em torno de procedimentos policiais e detalhes sórdidos sobre assassinatos. Pra quem procura por um livro policial convincente e brilhantemente sangrento, com crueldade, frieza incessante e calculismo vai encontrar em Brutal uma história excelente, viciante e com certeza vai pedir por mais.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi, estou aqui para te convidar para participar do Sorteio do livro "NÃO SE ILUDA, NÃO" da Isabela Freitas.
      Vamos lá?

      http://casinhadaliteratura.blogspot.com.br/2015/08/sorteio-nao-se-iluda-nao.html

      Excluir
  6. confesso que esse não é muito a minha praia este tipo de enredo
    felicidadeemlivros.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  7. Parece ser uma leitura bastante difícil e tensa, mas como gosto de livros com suspense e investigações, acho que vou gostar muito da leitura. Com abordagem psicológica e assassinatos tem tudo para ser aquele tipo de leitura que você não para até descobrir o culpado.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi, estou aqui para te convidar para participar do Sorteio do livro "NÃO SE ILUDA, NÃO" da Isabela Freitas.
      Vamos lá?

      http://casinhadaliteratura.blogspot.com.br/2015/08/sorteio-nao-se-iluda-nao.html

      Excluir
  8. Adoro bons romances policiais,os que se aprofundam no psicológico são meus favoritos.Fiquei envolvida com a maneira que você descreveu a escrita do autor,quero ler.

    ResponderExcluir
  9. Participando e torcendo!
    Marie dos Santtos
    mariedossanttos@hotmail.com

    ResponderExcluir
  10. Oi, Sabrina!
    Eu li esse livro emprestado e fiquei LOUCA para tê-lo na minha estante.
    Também sou apaixonada por thrillers e romances policiais, e, talvez pelo Luke Delaney ter sido policial por muito tempo, ele conseguiu criar uma ambientação tão real. Gostei bastante! Sem falar nas reviravoltas. Mana, fiquei de cara no chão! Mesmo com a alternância entre os narradores, ele conseguiu me enganar direitinho. Mal posso esperar pela continuação!
    Abraço!

    GFC: Lary C
    Email: larystrange@gmail.com

    ResponderExcluir
  11. Olá! Participando!
    Seguidora: Ferdi Reggae
    Fernanda Chaves
    flcferdi@bol.com.br

    ResponderExcluir
  12. O livro parece ser um daqueles que nos prendem a atenção desde a primeira página!! Sean Corrigan vai ter que correr contra o tempo para que este psicopata não venha a fazer um número maior de vítimas!! Participando e torcendo muito!!
    Zilda Rosa dos Santos
    zildarosadossantos1@hotmail.com

    ResponderExcluir
  13. Olá,


    Nunca li livros nesse estilo, mas este parece ser um ótimo pra começar!


    Beijo.

    ResponderExcluir
  14. Participandoo!!!
    alexandrafrancyelem2012@hotmail.com

    ResponderExcluir
  15. Participando e torcendo muito para ganhar!
    Francisca Elizabete
    beti_bezerra@hotmail.com

    ResponderExcluir
  16. Olá. Nunca li thrillers ou romances policiais, então tenho muita curiosidade sobre como eles são desenvolvidos. Brutal parece um livro "pesado", que mexe com o psicológico de quem lê, gostei da narrativa ser em em terceira pessoa e também pela visão do assassino, creio que a história fica mais interessante vendo o ponto de vista de quem comete os crimes, deve ser algo não muito agradável de se ler, pelo que vc disse na resenha, mas acho que enriquece a obra. Ansiosa para conhecer essa história sombria e "brutal".

    ResponderExcluir
  17. Nossa, tbm fico ''impressionada'' com certos livros que eu leio, ou filmes, etc, principalmente nessa temática. Mas livros assim nos fazem abrir os olhos e enxergar o mundo como ele é de verdade, sem maquiagem. Ótima resenha, parabéns!!
    email: alvara.sunchert@hotmail.com

    ResponderExcluir
  18. Não conhecia esse livre, mas agora ele já esta na minha lista de desejos.
    Eu muuuuuito animada para ler esse livro. Adoro suspenses ainda mais quando são policiais. Estou muito curiosas para saber como são esses assassinatos que te tiraram o sono.
    Foi uma otima resenha e boa indicação de livro, Obrigado!

    thaisdoria@live.com

    ResponderExcluir
  19. Já chamou a minha atenção só pelo titulo. O meu gênero preferido é suspense policial. Eu gosto muito de ler investigações criminais.
    E a premissa desse livro esta muito boa. O que mais me animou para ler esse livro foi essa frase sua "Ele trama friamente cada morte como se estivesse planejando o que comeria no jantar".
    Gosto de ler livros assim, em que o assassino é frio e muito inteligente.
    Adorei sua resenha, Parabéns!

    GFC: Thiago Roza Ferreira
    EMAIL: thiagorozaferreira@hotmail.com

    ResponderExcluir
  20. Achei a historia bem pesado. Parece ser um livro bom, com uma historia forte envolvente.
    Confesso que eu se eu vejo filmes ou leio livros com essa temática também não durmo direito a noite.
    Estou com um pouco de medo dessa leitura, mas vou tentar me aventurar nela.

    GFC: KELIS CRISTINA
    EMAIL: keliscristinaps74@hotmail.com

    ResponderExcluir
  21. Pelo o que você disse do livro ele deve ser ótimo.
    Estou muito curioso para ler essa historia insana, gosto de livros pesados que demonstre a crueldade humana. Acho que deixa a historia mais real, porque é exatamente assim que os serial killers agem.
    Foi uma ótima indicação para mim, é exatamente o livro que eu gosto de ler.

    Email: augustobarbosa.66@hotmail.com

    ResponderExcluir
  22. Pelo o que percebi esse titulo é perfeito para esse livro.
    Gostei muito da premissa, eu adoro livros policiais e a historia desse livro parece ser muito boa.
    Apesar de ser perturbadora, como você disse, acredito que vou gostar muito dessa leitura

    thaisasilvadg@hotmail.com

    ResponderExcluir

Deixe sua opinão ;)

Comentários ofensivos serão excluídos.
Caso tenha um blog, deixe o link no final do comentário.